Grito Silencioso de um Alguém Perdido


Sabe aquele texto que a gente escreve tendo todos os motivos do mundo e razão alguma de existir? Aquele desabafo tão íntegro de palavras e ao mesmo tempo tão limitado e sem conteúdo? Um vazio tão cheio de porquês e sem nenhuma resposta? Uma vontade imensa de gritar e não saber ao certo o que?…

Vamos?


Vamos dar tempo ao tempo que o tempo sabe onde ir e onde chegar Vamos olhar o tempo passando e dizer que a culpa é de quem não para de olhar Vamos culpar o mundo por escolhas que cabe a nós optar Vamos olhar o fundo e dizer que cheira mal o que deveria perfumar Para…

Ninguém é inteiro sozinho


Num dia cinzento digno de um copo de Whisky, cobertores aos montes e uma preguiça abstrata, faltava algo… Saber o que era nem me atrevia, nunca fui o cara mais atento para coisas do coração, não era parte de minhas habilidades compreender sentimentos, mas naquele dia tudo estava diferente. Ficara meio perdido dentre os cômodos…

Carta pra ele


É meio estranho estar dando vida aos sentimentos através de palavras, mas é bem mais simples de imaginar como me sinto, quando coloco tudo num contexto fixo e nosso.