Moço


Que sorriso gostoso que tem, dá uma vontade de ficar

Que vontade boa que me tenta, essa que não posso comentar

Talvez seja certo de se ter ou nem se deva entender…

… é que moço esse sorriso teu me ludibria e faz viajar.

Sei que não posso me demorar, talvez seja hora de partir

Mas moço me diga onde encontrar tal formula para poder ir …

Não que seja difícil ou algo impossível, mas não posso fingir

Negar seria mentira

Mentir não seria eu

Olha moço, não quero partir sem deixar minha marca

Minha marca não se pode esconder, quero lhe mostrar meus mistérios …

… quem sabe talvez, numa loucura qualquer…

Ouça moco!

… você pense em ficar.

Moço, me diz o que traz no olhar

Que me conhece,  me puxa e afaga

Me mostra seus encantos, mas procure ficar!

Só mais um recado, moço

Talvez cê nem entenda o que quero te dizer

Mas, moço, deixa eu te mostrar que teus olhos com os meus conversam

Então fica, faz prolongar essa conversa

Que de tão longa, transborda aos dedos e no colo se faz viva.

Nem sei te informar motivo, razão ou porquê

Mas, moço vem para os braços daquela que só pensa em ocê.

Karina Boldoro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s