Tarde de domingo..


Quero sentir seu cheiro junto com meu cheiro, sentir seu gosto, quero sentir o conforto de sua cama, o aconchego de sua coberta, a paz de seu peito que eu faço morada envolta por seus braços. Quero uma tarde de domingo, mãos dadas, olhares fixos, sorrisos espontâneos, brincadeiras ousadas que só a gente sabe onde…

Aaah que saudade que dá…


Cá estou eu novamente tentando através de palavras, descrever o que sinto, se eu dizer que estou bem, não sei se estaria mentindo. Hoje é domingo, 24 de maio de 2015, e cá estou eu reservada à minha insignificância trazendo à tona nostalgias que não deveriam existir, mas que estão aqui comigo. Domingos, eram os…